Mulher de malandro

Calleri, como você pôde fazer isso comigo? Depois de uma noite maravilhosa, depois de ter-me levado ao delírio duas vezes, xingou, esbravejou e saiu da minha noite sem nem se despedir. Sem nem dizer um até logo. Chorei.

Sei que voltará logo. Mas sei, também, que logo irá de uma vez. Trocar-me-á por outro. Mais rico. Claro. Mês que vem? Final do ano? Em breve. Essa é a certeza…

Já estou acostumado. Amoroso, Adriano, Pato, o pegador. Todos esses já me deram grandes alegrias, grandes êxtases. Porém, foi efêmero. Para eles, uma passagem. Para mim, as saudades. A Saudade.

Contrato vitalício, apenas com o patrocinador.

Mas não te culpo. Talvez eu faria o mesmo. Europa, Ferrari, Mônaco. Quem resiste?

Meu consolo? Não só acontece comigo. Adriano já vez isso com inúmeros. Carlito Tevez, o galã, traiu a fiel. Ronaldinho jantava com vários numa mesma semana. Ronaldo jogava nos dois times. A lista é enorme. Assim como a conta.

Bons tempos eram os antigos. Quando o divórcio era mal visto. Desquitado era mal falado. Bem casado era o ideal. Dirceu, Reinaldo, Zico. Só bom de bola. Bons de relacionamento. Você escuta o nome,  vislumbra a torcida. Passaram sim algumas férias em além-mar. Mas sempre voltavam para os braços de sua amada. Sempre.

Agora não. Quando volta, está em fim de carreira. O corpo já não é mais o mesmo. A potência não é mais a mesma. Aquele que rejeitou virou preterido. Então acaba voltando. Não porque quer. Porque não tem opção.

A gente também não têm. Temos a ilusão de reviver aqueles momentos mágicos e únicos. Temos a ilusão de sermos felizes novamente. Ilusão.

Azar no jogo, sorte no amor. Felizmente, neste campo, já encontrei a minha Pelé.

peled

 

 

 

 

Advertisements

About Hugo De Marco

Hugo De Marco tem 34 anos mas parecer ter 28. Além de humilde e impaciente, é servidor público de profissão, historiador por graduação e são-paulino de coração. Ama a sua noiva e seus dois filhos (um ainda no forno). Além disso, também gosta de café, semear ironias, metáforas e, claro, a discórdia. Sempre teve as suas piores notas em Redação (por volta de 9,0). Apesar disso, com o tempo começou a estabelecer uma relação de amor com a escrita, chegando até ao ridículo de se referir em 3ª pessoa. Ansioso por natureza e palhaço por opção, foi votado como o mais comunicativo da 4ª série, ocasião em que falava merda no fundo da sala no intuito se autopromover. Pegou vício pela coisa e agora está aqui.
This entry was posted in Chuck in love, Chuck Poeta, Uncategorized and tagged , , , , , , , , , , , , , , . Bookmark the permalink.

One Response to Mulher de malandro

  1. Felipe Caldas says:

    Se apegue só na sua Pelé mesmo irmão… Pq no futebol, o casamento já começa pensando no divórcio.. Isso é vantagem !

    Liked by 1 person

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s